Cuiabá, 24 de outubro de 2020

A vocação do agro na produtividade brasileira

Por: Ana Claudia Fortes - 5 de agosto de 2020

Advogada Nathalia Cordeiro

Diferente do que dizem, a vocação do Brasil sempre foi a produção de alimentos, e não podemos admitir os mitos e as falácias de que o Brasil só saiu do lugar agora nesses últimos tempos.

O Brasil, este ano, bateu recorde de produtividade de grãos, e tudo o que estamos produzindo com sustentabilidade, é registrado inclusive pela EMBRAPA (EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA), que descreveu que, 65% do Território Nacional é composto por vegetação nativa, e desse percentual, 25% correspondem as propriedades privadas.

Nós, brasileiros, devemos ter muito orgulho da produção rural do Brasil, produção essa que ao longo dos anos, soube se modernizar, empregar tecnologia, boas práticas de conservação e ter essa articulação dos diversos seguimento que vem sendo o principal pilar da economia, o que por consequência acaba por movimentar as indústrias de máquinas, transportes e outros, girando assim, fonte de economia nos arredores do Agro.

Evidentemente que até chegamos a vislumbrar alguns problemas em lugares pontuais, mas acaba que isso não é a regra da produção agrícola. Muito pelo contrário, a regra da produção agrícola brasileira é de respeito ao Meio Ambiente.

Somos hoje, objetos de críticas por várias nacionalidades, mas chego a acreditar que seja muito difícil que algum outro país tenha uma norma que chegue perto do que é o Código Florestal Brasileiro, em termos de restrição a produção.

Essas são questões que precisam ficar muito claras, nós nem de um lado temos a visão de que não há nada de errado, podendo sim haver problemas em alguns lugares, mas por outro lado, não podemos deixar também, sermos levados por uma narrativa que não é verdadeira.

O nosso Agro é sustentável, os nossos produtores rurais brasileiros são eficientes, eles respeitam o Meio Ambiente, utilizam as melhores técnicas e as melhores práticas, produzindo alimentos de qualidade em grandes escalas como vimos o recorde da safra desse ano de 2020, nos mostrando que é produto que tem volume e tem preço competitivo, e ao mesmo tempo faz tudo isso preservando o Meio Ambiente.

Isso assusta realmente o mercado que concorre com o nosso, gerando assim muitas pressões que custeiam e bancam aí, estudiosos, pseudo estudiosos, bancando entidades para ficarem fazendo críticas contra o Agro Brasileiro. Mas, temos que ter em mente que eles não refletem na grande maioria dos casos, que é de respeito, de Tecnologia e de boas Práticas Ambientais, e o código florestal como nós sabemos, vem sendo cada vez mais consolidado e aplicado pela agricultura brasileira.

Nathalia Cordeiro é especializada em Direito Agrário e Agronegócio.