Cuiabá, 30 de outubro de 2020

Afinal, o que faz um vereador?

Por: Ana Claudia Fortes - 7 de outubro de 2020

Advogado Luluca Ribeiro

No dia 15 de novembro de 2020 o brasileiro sairá para votar. Muitos, no entanto, ainda desconhecem o papel de cada político que será eleito.

Em Mato Grosso, definiremos prefeitos, vereadores e, de forma extraordinária, devido decisão judicial, um novo senador da República. Mas, você sabe qual é o papel de cada um deles?

O vereador é um representante do povo, agente político eleito pelo voto direto e secreto. O vereador é o político mais próximo de uma população, já que não é incomum aqueles que um dia foram presidentes de bairro ou tiveram papel de liderança fundamentais para a melhoria de uma região e seguiram um caminho quase natural ao pleito no Poder Legislativo.

Aliás, as maiores missões de um parlamentar são exatamente essas: legislar e, claro, fiscalizar o chefe do Poder Executivo de uma cidade, que neste caso é o prefeito. Fiscalizar tem relação direta com tudo que chega (ou não chega) até os cidadãos: saúde, segurança pública, educação, lazer.

É verdade que nos últimos anos a Câmara Municipal de Cuiabá levou o terrível apelido de ‘Casa dos Horrores’, seja por escândalos de corrupção envolvendo os parlamentares ou ainda troca de acusações entre os próprios vereadores.

E, por fatos como este, além do desânimo e desesperança em relação aos políticos, é que muitos preferem deixar de participar ativamente da mudança social.

Mas, é fundamental que entendamos que tudo é político. Desde a decisão mais óbvia, de definir em qual candidato votar, até mesmo as menos óbvias: o que chega à sua mesa, a educação de seus filhos, a falta de transporte público, a rede de esgoto ou o poste queimado em sua rua são todas decisões políticas.

É por isso que se faz tão necessário votar e, mais do que isso, votar de forma consciente, entendendo o passado de seu candidato e lendo as propostas que ele tem para sua cidade. Só assim poderemos fazer uma nova Cuiabá, um novo Mato Grosso e, claro, um novo país.

Vale lembrar e reforçar que até mesmo não participar ativamente do processo político é uma decisão. Mas também é uma sábia decisão estar atento a tudo que envolve nossa comunidade e, querendo ou não, a política é parte importante do processo de melhoria de tudo isso. Então, te convido: vamos falar abertamente de política? Tenho certeza que isso fará a diferença na vida de todos nós.

Luluca Ribeiro é advogado.