Cuiabá, 23 de janeiro de 2021

Juiz fala sobre busca de inovação do Poder Judiciário com escassez de recurso

Por: Ana Claudia Fortes - 30 de dezembro de 2019

O juiz da Comarca de Várzea Grande, Eduardo Calmon de Almeida Cézar, falou com o NewsJur sobre Gestão de Governança das Aquisições em situações de escassez de recursos financeiros, assunto tratado no último encontro realizado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Sobre o assunto, o magistrado conta que o Poder Judiciário busca inovar, trabalhar com os recursos que já se tem e extrair o máximo do que se pode.

 

“O Judiciário de Mato Grosso é pioneiro nas inovações, porque cada vez mais somos cobrados pela sociedade na boa utilização dos recursos públicos, e governar é isso, é você cada vez mais utilizar instrumentos novos, capazes de racionalizar os serviços, permitir que a população possa usufruir um serviço de qualidade cada vez melhor.

A ideia é trabalharmos com o recurso que nós temos, e extrair o máximo que a gente possa.

Para termos mais eficiência, entra a modalidade de contratação, chamada Facilities, que vários órgãos públicos já estão realizando e resultando em um efeito fantástico, porque é muito mais barato para o cidadão comprar no atacado, do que no varejo, essa é uma lógica de mercado.

Temos que buscar inovações, criatividade, dentro do instrumento jurídico que temos hoje. Não basta continuarmos exercendo as mesmas práticas que fizemos no passado, que os resultados serão os mesmos. Precisamos buscar mecanismos, arranjos institucionais novos, com objetivo de atender essa demanda da população que é cada vez mais a eficiência do judiciário”.