Cuiabá, 24 de outubro de 2020

Quem são os seus gigantes?

Por: Ana Claudia Fortes - 13 de julho de 2020

Auditor público externo do TCE, Francisney Liberato Batista Siqueira

Os 10 espias voltaram da cidade prometida com uma visão real, entretanto, não a mais adequada para aquele momento. A visão e mentalidade deles eram pessimistas, o que os faria entrar derrotados na guerra.

Conforme o texto do livro de Números, 10 dos 12 espias estavam com essa mentalidade fracassada.

A mente deles estava na supervalorização dos aspectos positivos dos seus adversários. Eles diziam que os que lá moravam eram grandes; que existiam gigantes; as cidades eram grandes; e toda cidade era murada.

Em nenhum momento eles olharam para o povo de Israel, para os milagres que Deus tinha feito na vida deles, ou seja, da libertação da escravidão, da abertura do Mar Vermelho. Não se lembravam de um passado sem perspectiva alguma, e que Deus estava levando-os para um futuro promissor.

Nem se lembravam dos alimentos que caíam do céu, o maná e as aves, todos os dias. Eles não lembravam mais das coisas maravilhosas que Deus tinha proporcionado a eles até ali.

Será que isso não acontece conosco? Esquecemos as bênçãos recebidas do passado e achamos que Deus não se importa mais conosco? Quanta ingratidão de um povo que foi e é tão amado por Deus!

Olhe para dentro de si. Deus tem reservado um plano magnífico para sua vida, basta apenas crer. Você deve olhar também para os seus dons e talentos. Você é capaz. Deus já te abençoou, você precisa querer e aceitar isso.

Ao invés de olharmos primeiramente para Deus, que tudo fez e ainda faz por nós, e em seguida, pela qualificação que Ele já nos ofereceu, preferimos, apenas, fitar as qualidades dos nossos inimigos. Uma conduta como essa só nos acarreta o fracasso e a tristeza.

Quem são os seus gigantes? Pode ser que o seu gigante não seja o mesmo do povo de Israel, que eram os filisteus. Quem sabe os seus gigantes modernos sejam a falta de paz, a crise financeira, a falta de relacionamento com as pessoas, o egocentrismo herdado dos pais, a mentira, a fofoca e assim por diante.

O nosso olhar jamais poderá ser para os gigantes de nossas vidas, mas sim, para um Deus que pode destruir qualquer inimigo que ousar mexer conosco, o povo de Deus.

Não diga para os seus gigantes o tamanho dos seus problemas. Pense de forma positiva, diga a todos os seus gigantes que você tem um Deus que prevalece sobre todas as coisas e sobre todos os inimigos.

Encare o futuro da melhor forma, com uma mente assertiva, levando a Deus todos os seus problemas e gigantes existentes, pois só Ele pode destruir os seus algozes.

A visão pessimista daqueles espias contagiou a vida de muitas pessoas. Não siga o mesmo exemplo, não olhe para o tamanho dos gigantes e de suas qualificações. Olhe para o Deus que tudo pode e que já realizou muitos milagres em nossas vidas.

Francisney Liberato Batista Siqueiraé auditor público externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso.